Em Jaraguá do Sul na Paróquia Nossa Senhora Aparecida, todas às Quintas-feiras às 19h30min. ocorre o Terço dos Homens. O Terço dos Homens, como o próprio nome já sugere, é a oração do terço realizada pelos homens. A missão deste terço é resgatar para o seio da Igreja de Cristo homens de todas as idades, pois a presença masculina na Igreja é imprescindível para a formação da família e de uma sociedade cristã. O Terço dos Homens é um exemplo de fé e devoção.

Como começou?

A origem do Terço dos Homens a nível mundial é desconhecida. No exterior, “há notícias de tais grupos ao menos desde 1912”. No Brasil, o Terço dos Homens foi fundado pelo Frei Peregrino, no dia 8 de setembro de 1936, no povoado Vila da Providência, hoje cidade de Itabi, no estado de Sergipe.

No Movimento de Schoenstatt – outro Movimento que vale a pena ser estudado -, o Terço dos Homens começou a partir da iniciativa de um pequeno grupo de homens, que rezavam o terço na rua, enquanto suas esposas participavam das reuniões. Pouco tempo depois, sob a orientação do Padre Américo Vasconcelos, salesiano, e pelo zelo de Oneida Araújo da Silva, surgiu em 5 de março de 1997 o primeiro grupo do Terço dos Homens a nível paroquial, na capela de Nossa Senhora do Livramento, hoje transformada em Santuário Paroquial, em Jaboatão dos Guararapes (PE). Algum tempo depois, o Padre José Pontes conheceu a realidade desta paróquia, onde um grupo de homens rezava o terço. O Sacerdote achou a iniciativa interessante e experimentou-a no Santuário da Nova Evangelização, em Olinda. Foi então que o Terço dos Homens teve a sua grande valorização, integrando-se na fecundidade do Santuário e na força do Movimento da Mãe Rainha. O Padre Miguel Lencastre, falecido a 13 de janeiro de 2014, também foi um dos grandes incentivadores do Terço dos Homens. O Presbítero teve a iniciativa de criar a sigla THMR (Terço dos Homens Mãe Rainha), identificando em seus grupos as particularidades do Movimento de Schoenstatt.

                                                                                                               Fonte:  http://catolicos.vialumina.com.br