NO CORAÇÃO DE JESUS, O AMOR DIVINO

            Uma das solenidades que nos permite refletir sobre o amor de Deus, concretizado na pessoa de Jesus Cristo, é a do Sagrado Coração de Jesus. Permite-nos conhecer, corresponder e expressar nossa plena adesão a Jesus Cristo no seu seguimento e missionariedade.  Na linguagem bíblica o “coração” indica o centro da pessoa, a sede de seus sentimentos e de suas intenções. No Coração de Cristo Redentor adoramos o amor de Deus à humanidade, sua infinita misericórdia e vontade de salvar todo o gênero humano.        

          O segredo da vida da Igreja e de cada um dos cristãos nasce do Sagrado Coração. São palavras de São João Paulo II: “Próximo do coração de Cristo, o coração humano aprende a conhecer o sentido verdadeiro e único da vida e do próprio destino, a compreender o valor de uma vida autenticamente cristã, a prevenir-se de certas perversões do coração, a unir o amor filial a Deus com o amor ao próximo. Assim é a verdadeira reparação exigida pelo Coração do Salvador sobre as ruínas acumuladas pelo ódio e pela violência, e poderá ser edificada a civilização do Coração de Cristo” (Insegnamenti, vol. IX/2, 1986, pág. 843).

           Cultuar e consagrar-se ao Sagrado Coração de Jesus significa adorar ao Filho de Deus que nos amou até o fim, foi transpassado por uma lança e do alto da cruz derramou sangue e água, fonte inesgotável de vida nova e eterna. Só dessa fonte inesgotável de amor é que podemos tirar a força necessária para viver, amar e realizar nossa vocação e missão. Ao aprofundar nossa relação com o Coração de Jesus, reaviva-se em nós o amor de Deus; ele é acolhido em nossa vida e nos tornamos suas fiéis testemunhas.

         Somos chamados a contemplar e admirar o sacratíssimo Coração de Jesus Cristo para aprender o que é o amor e o que significa amar. Mais ainda, precisamos beber nessa fonte inesgotável de vida, donde brota a Igreja e seus sacramentos, para abrir-nos ao mistério de Deus e de seu amor e deixar-nos transformar por ele. Todo aquele que mergulhar no coração de Jesus e beber da água viva que ele oferece, será capaz de dar respostas a si e às necessidades do nosso tempo, nas várias dimensões da vida e atividades humanas, desde as espirituais às sociais.